Os planos do Facebook para o futuro

November 24, 2015

Mark Zuckerberg revelou algumas das ambições do Facebook para os próximos anos. Entre as apostas para o futuro estão drones, realidade virtual, inteligência artificial e outros. A tendência, com isso, é de que a companhia esteja cada vez mais presente na vida de seus usuários.

 

Internet.org

Quanto mais gente conectada à Internet, melhor para o Facebook. Exatamente por isso está levando – em parceria com outras empresas – conectividade para pessoas que ainda não estão online.

O projeto se baseia em aplicativo que dá acesso gratuito ao Facebook, notícias, sites de buscas, listas de empregos, entre outros. Apesar de estar em mais de 24 países (como Índia, Indonésia, Paquistão, Filipinas e África do Sul), a Internet.org recebeu críticas, principalmente por ter limitações no acesso de conteúdos online. Ou seja, é Internet grátis, mas só para os sites que o Facebook libera (seus parceiros comerciais).

“Internet.org está funcionando. Nós aprendemos muito com os nossos esforços. Ouvimos muitos retornos de pessoas nas comunidades e estamos respondendo com alterações significativas no programa”, explica. 

Entre essas adaptações, estão um aplicativo mais seguro e a possibilidade de quaisquer serviços de terceiros serem incluídos – salvo restrições técnicas.

 

Ferramentas de bem social

Desde agosto de 2014, Zuckerberg tem investido em maneiras de ajudar pessoas que estão conectadas ao Facebook. Para isso, nomeou Naomi Gleit como vice-presidente de Produtos Sociais. Há uma ferramenta exclusiva para doações para causas específicas ou instituições de caridade, além de ferramentas para que as pessoas possam comunicar que estão bem em situações adversas.

O segundo ponto, especificamente, tem sido bastante estudado. Principalmente após polêmicas que envolvem possíveis escolhas do Facebook. A rede social pela primeira vez liberou ferramentas de Safety Check em um atentado terrorista, além do 'Filtro Paris', que mudava a foto dos usuários.

 

Inteligência Artificial

Para o CEO do Facebook, Inteligência Artificial será a próxima grande tecnologia para melhorar a experiência das pessoas na Internet. Um dos estudos em andamento é tentar entender quais as demandas de cada usuário, reunindo todos os dados possíveis, de modo a mostrar para cada pessoa conteúdos relevantes só para ela. Isso já acontece na rede social, em menor medida.

 

Realidade Virtual

Uma das vertentes mais conhecidas do Facebook sobre o assunto é o Oculus VR, fabricante de óculos virtuais comprada pela empresa em 2014.  A aposta, aparentemente, é a mesma do Google: os acessórios poderão ser uma das formas de navegação na Internet mais importantes nos próximos anos.

“Se você olhar como as pessoas gastam tempo nas plataformas, não importa se são celulares ou desktops, cerca de 40% é gasto com algum tipo de comunicação e mídia”, explica Zuckerberg. “Em longo prazo, quando [Oculus] tornar-se uma plataforma mais madura, eu apostaria que terá os mesmos 40% de tempo gasto para fazer interações sociais e coisas como essa. É isso que nós sabemos. É isso que podemos fazer”, finaliza.

A plataforma tem gerado bons resultados. O Oculus já ajudou, por exemplo, o Facebook a criar o novo recurso de vídeo de 360 graus, disponível desde setembro para computadores e Android.

 

Reconhecimento Facial

Ao postar uma foto no Facebook, o site oferece a opção de marcar as pessoas que a própria rede social reconhece, membros já inscritos. O próximo passo, de acordo com Zuckerberg, é criar um novo aplicativo que vasculha as fotos no celular do usuário. Ao reconhecer amigos, o programa enviaria automaticamente as fotos em que eles aparecem sem qualquer esforço do usuário da rede social.

 

 

Drones

O céu parece ser o limite para Mark Zuckerberg. O Facebook tem trabalhado em um projeto de drone como plataforma de Internet. O estudo consiste em enviar acesso à Internet de alta velocidade, não importa para aonde, por meio de laser. Os voos de teste poderão começar ainda no final de 2015.

Apesar disso, a empresa enfrenta o desafio de desenvolver uma tecnologia para que a bateria do drone dure tempo suficiente no ar. A parte mais difícil, que é o envio de Internet via laser, pelo menos já foi totalmente construída nos laboratórios do Facebook. Agora, resta levantar voo e conectar redes.

Please reload

Featured Posts

Instagram libera mensagem de voz no Direct

December 11, 2018

1/10
Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Basic Square